Seminário 5 – Convergência mediática: Transformações no Jornalista

RESUMO: 

No epicentro das transformações em curso nas organizações de media é verificável, a nível internacional, uma vaga de despedimentos de jornalistas, acompanhada pela erosão ou total desaparecimento da cobertura de áreas especializadas. As empresas de media reduzem as redacções centrais, mas igualmente as suas delegações internacionais.

Com menos recursos humanos disponíveis, acentua-se a pressão em torno da figura do «jornalista multifunções» e de resultados quantitativos mensuráveis (clics e pageviews). A procura por novas capacidades técnicas dos jornalistas é reforçada, bem como a progressiva incorporação de conteúdos produzidos por não-jornalistas. Como se manifestam estas transformações ao nível do perfil sócio-profissional do jornalista?

REFERÊNCIAS:

  • “Journalism we don’t teach at journalism schools”, (2013) Piet Bakker
  • Hummel, R., Kirchhoff, S. & Prandner, D. (2012). «We Used to be Queens and Now We Are Slaves». Working conditions and career strategies in the journalistic field. Journalism Practice.
  • Örnebring, Henrik (2009)The Two Professionalisms of Journalism: Journalism and the changing context of work, Oxford: Reuters Institute for the Study of Journalism.

LEITURA RECOMENDADA:

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s