The Times They Are A-Changin’

The Times They Are A-Changin'

Nicolas Demorand demitiu-se do cargo de director do Libération. O director, que havia apoiado uma reestruturação, teve de tomar esta decisão depois de um protesto feito pela redacção ao rumo que o jornal está a tomar.

Os jornalistas escreveram uma primeira página que continha letras enormes com mensagens como: “Nós somos um jornal, não uma rede social, não um restaurante, não um estúdio de televisão”. O novo projecto dos accionistas passará por transformar totalmente as funções do jornal. Este passará a ser uma rede de fornecimento de conteúdos para o digital e a sede da publicação tornar-se-á num centro cultural com espaço para start-ups, bares e restaurantes.

Esta realidade assustadora vem no seguimento de uma queda impressionante das receitas publicitárias. O último “State of the Media Report” do “Pew Research Center’s Project for Excellence in Journalism” indica que há um decréscimo nos valores da publicidade pagos aos jornais norte-americanos e que, obviamente, também se estende aos seus homólogos europeus.

Nos Estados Unidos, no ano de 2012, por cada 1$ de publicidade ganho por uma publicação digital, perderam-se 16$ de receitas na imprensa. Sendo que a maior parte dos ganhos do digital são repartidos entre Google e Facebook, poderemos esperar mais casos como o do jornal francês.

De facto, este ritmo de perda de receitas é assustador. Por um lado, depreende que a qualidade noticiosa continuará uma tendência de declínio de conteúdos; por outro, pressagia um aumento da precarização, tal qual ilustrado por Piet Bakker quando refere o caso de sucesso do Huffington Post:

“Apart from this low-pay model a no-pay model emerged where bloggers write for no compensation at all. At the Huffington Post thousands of bloggers actually work for free.”

Parece certo que assistiremos a vários processos de “desmantelamento” de prestigiadas instituições noticiosas, e que se continuará a apostar num modelo de gestão de estagiários, explorados por publicações sobreviventes.

Bakker, Piet (n.d) Journalism 3.0 – aggregation, content farms and Huffinization. The rise of low-pay and no-pay journalism.

Disponível em: http://www.mediafutureweek.nl/wp-content/uploads/2012/05/whitepaper-New-Journalism-30-HU.pdf

Anúncios

One comment

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s