E quando os jornais metem em perigo de vida pessoas inocentes?

O tablóide Red Pepper mete em perigo 200 homossexuais no Uganda

Nos jornais do mundo ocidental é bastante comum a publicação de notícias a revelarem escândalos e abusos de poder de todo o tipo e mesmo a prisão de violadores, homicidas e ladrões. Apresentando, uns mais que outros, uma posição de contra as violações dos direitos humanos.

Durante esta semana saiu em muitos jornais de todo o mundo uma notícia sobre uma publicação feita por um jornal do Uganda. O tablóide Red Pepper publicou uma lista, com nomes, moradas de trabalho e casa e algumas fotografias, a que chamou “o top 200 dos homossexuais do país”, incluindo pessoas que não se tinham identificado como tal, um dia após o presidente ter assinado uma dura lei anti-gay.

A nova lei, que proíbe a promoção da homossexualidade e exige a denúncia dos gays e lésbicas, está a causar revolta em vários países, que pretendem retirar o seu apoio ao país. O Secretário de Estado dos Estados Unidos, Jonh Kerry, disse ao Mail Online, que esta lei marca “um dia trágico para o Uganda e para todos aqueles que se preocupam com os direitos humanos”, avisando que Washington pode cortar com as ajudas que presta ao país. Mas os EUA não são os únicos, também vários países europeus fizeram o mesmo aviso.

Contudo este corte não parece preocupar o Presidente Yoweri Museyeni uma vez que, segundo o Expresso, ele defende que a homossexualidade no país foi suscitada por “grupos ocidentais arrogantes e inconscientes”.

Segundo o Toronto Sun, a homossexualidade é um tabu na maior parte dos países africanos e ilegal em 37 incluindo o Uganda, fazendo com que sejam poucos os que se assumem com medo de perder os seus trabalhos, acabar na prisão ou mesmo perder a vida. No passado Dezembro, o Parlamento do Uganda, aprovou a lei que altera a prevista pena de morte para prisão perpétua em caso de crime de “homossexualidade agravada”.

Segundo o Mail Online, Jacquline Kasha, uma conhecida activista lésbica no Uganda, que está incluída na dita lista do Red Pepper, afirmou: “a caça às bruxas dos média está de volta” (the media witch hunt is back). Segundo fotografias publicadas pelo Mail Online não é a primeira vez que o ataque à homossexualidade acontece nos jornais deste país. Em 2010 o jornal Rolling Stone publico algo semelhante.

Image

Capa do Red Pepper no dia 25 de Fevereiro 

Image

Capa do Rolling Stone em 2010 

 

Ao que parece acontecer nestes jornais é um claro apoio ao regime, não olhando às consequências dos seus actos. Muitas pessoas que viram os seus nomes anunciados no jornal não saem de casa com medo de pôr as suas vidas em perigo. Parem além da lei punir a homossexualidade, pode ter como consequência directa na perseguição dos cidadãos que sejam homossexuais. Desde Dezembro que muitos homossexuais têm vindo a fugir do país e desde terça já foram alguns presos, uma vez que foram directamente expostos.

Comparando ao papel do jornal, no mundo ocidental, há em vez duma protecção do cidadão, uma clara e total exposição da vida privada, que neste caso mete minorias em perigo. Depois da publicação feita pelo Rolling Stone, David Kato, um importante activista gay, foi assassinado. O que mostra que a esta primeira exposição teve graves consequências para a comunidade gay e causou terror. Mas ao que parece nada disto pesou na decisão do Red Pepper, trazendo o medo de volta.

 

Enquanto no mundo ocidental existe uma preocupação cada vez maior para a protecção das minorias como os homossexuais, dando-lhes direitos iguais, parece haver noutros países uma crescente e acesa perseguição. Países como a Rússia e a Nigéria têm promulgado leis semelhantes. O que menos se entende (e aceita) é o facto de jornais e revistas aproveitarem a facilidade que possuem para aceder a dados e informações privilegiadas, exporem e porem em perigo a vida de minorias inocentes por questões políticas.

 

 

Notícias analisadas:

http://expresso.sapo.pt/jornal-do-uganda-expoe-200-homossexuais=f857886

http://www.dailymail.co.uk/news/article-2567320/Uganda-tabloid-prints-list-homosexuals.html

http://www.torontosun.com/2014/02/25/uganda-newspaper-threatens-to-expose-homosexuals

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s