Jornalismo Diverso

Jornalismo Diverso

Num mundo repleto de oportunidades para jornalistas com sede de investir em plataformas mediáticas online, é natural que se faça uma pergunta básica: será que queremos modelos diferentes de jornalismo organizados e protagonizados pela mesma classe de sempre? Ou será que este é o momento de viragem e de aposta em empresas de média mais amigas da diversidade?

É isso que está em causa nesta peça de Emily Bell, quando acusa os novos média de serem predominantemente controlados por homens brancos saídos de casas reputadas como o New York Times ou a Rolling Stone: “It is not just the four new (and still exciting) breakout projects of the year: Vice, Quartz, Buzzfeed, Politico, Grantland – these, too, are led by white men (…)”

Será também interessante ver o que nos espera aqui em Portugal. Um “Observador” repleto de diversidade ou uma continuação do modelo a que temos vindo a ser habituados?

Num planeta onde as mulheres alcançam cada vez mais direitos e vêem o seu poder e influência crescer a cada década, era importante haver um diálogo sobre a verdadeira face do jornalismo digital, que deve ser também ser representativo dessa mudança de paradigma. A história, decerto, tem continuação no futuro próximo…

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s