The Newsroom: Os desafios das novas audiências do jornalismo

Com o objetivo de estimular uma análise crítica da realidade mediática contemporânea, foi proposto aos alunos de Questões Contemporâneas do Jornalismo a apresentação de um projeto, tecnologia ou filmografia relevante. Como tal, decidi analisar a série “The Newsroom” por apresentar os bastidores do programa News Night, exibido pela Atlantis Cable News (ACN). Esta série, criada por Aaron Sorokin, invade os bastidores de um telejornal apresentado pelo polémico Will McAvoy e dá a conhecer, episódio após episódio, os desafios de uma equipa na produção de um programa de hard news à medida que estes enfrentam obstáculos pessoais,  financeiros e profissionais.

Neste contexto, o estudo foca-se especificamente no primeiro episódio da terceira temporada (apelidado de “Boston”) uma vez que aborda a problemática da transformação nos públicos como resultado da convergência mediática. Este retrata os desafios dos profissionais do jornalismo para com as novas audiências do jornalismo que utilizam redes sociais para interagir com os jornalistas mas também para servirem de fontes de informação e darem notícias exclusivas e/ou em primeira mão aos seus seguidores. Para além disso, ainda reflete sobre a ética e deontologia destes profissionais do jornalismo quando estes são confrontados com problemas de verificação de fontes, imparcialidade, rigor e objetividade.

O seu criador odeia a internet e deixa isso bem claro no conteúdo e abordagem deste episódio. Sorkin olha para o mundo do jornalismo contemporâneo e critica, com uma perspetiva atual e uma pitada de julgamento, as transformações mediáticas caracterizadas pela corrida frenética às breaking news onde a rapidez e até a quantidade se sobrepõe à qualidade. As críticas às redes sociais também são pontuais: as personagens são enfrentadas com a relevância da internet na divulgação de informações noticiosas em oposição a meios “tradicionais” como a imprensa, rádio ou televisão.

“Boston” critica a abordagem jornalística dos profissionais de comunicação, coloca em perspetiva a facilidade como consideramos verídica toda a informação que lemos online e chama à atenção para a incapacidade do jornalismo participativo (principalmente aquele proveniente das redes sociais com o Twitter) verificar fontes de informação e transmitir factos verídicos com rigor, e exatidão.

No espaço temporal, este episódio situa-se no dia do atentado à maratona de Boston, em 15 de Abril de 2013, e demonstra o desespero dos meios de comunicação social em serem os primeiros a noticiar o atentado. Rapidamente surge a crítica recorrente de Sorkin em relação ao jornalismo cidadão: o twitter e vários blogues acusaram sem provas dois suspeitos cujos nomes e fotografias foram divulgados por incumprimento do artigo sétimo do Código Deontológico do Jornalista que afirma que este “deve salvaguardar a presunção de inocência dos arguidos até a sentença transitar em julgado”.

Nas palavras da personagem principal Will McAvoy, “we don’t do good TV, we do the news” e é assim que “Boston” leva a sua audiência a refletir sobre a necessidade de ignorar a pressão das audiências, verificar fontes, confirmar factos e de relatar informações com objetividade, rigor e exatidão. Caso contrário, estão reunidas as condições para a inutilidade da cobertura jornalística nestes tempos de euforia mediática. E aí, será um tempo diferente em que se saberá “o preço de tudo e o valor de nada” (Mesquita, 2006:245).

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

  • Loosen & Schimdt (2012) “Rediscovering the Audience. The Relationship between Journalism and Audience in Networked Digital Media”, Information, Communication & Society
  • Meneses, Raquel (2014) “The Newsroom”, in http://tinyurl.com/nfnmr26 (consultado em fevereiro de 2015)
  • Mesquita, Mário (2006) “O quarto equívoco”, Minerva, Coimbra
  • Público (2005) “Livro de Estilo”, Público, Lisboa
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s