Vine, da comédia ao jornalismo

Toda a gente conhece o Vine como uma rede social que permite gravar, editar e partilhar um vídeo de seis segundos com todos os seguidores. A aplicação foi desenvolvida pelo Twitter e o seu funcionamento é semelhante. Desde o seu lançamento a 24 de Janeiro de 2013, esta tem sido maioritariamente usada em prol de entretenimento através da publicação de vídeos criativos com humor. Mas atualmente está à margem da extinção e já são poucos os usuários que criam conteúdo original para esta plataforma.

Por culpa do Snapchat (ou não), hoje o Vine é apenas usado para encontrar vines de utilizadores populares com vídeos virais. No entanto, esta plataforma tem a capacidade de permanecer relevante no campo do jornalismo. Porquê? É a ferramenta ideal para os meios de comunicação conseguirem ser os primeiros a divulgar notícias de última hora ao seu público-alvo que, neste caso, são os seus seguidores. Os exemplos de meios que usam esta aplicação são poucos mas bons. O suficiente para os seus criadores criarem os “Vine Journalism Awards” onde destacaram os melhores exemplos jornalísticos nas categorias de “breaking news”, “sports”, “inspirational” e “behind the scenes”.

O Vine vem assim corresponder às exigências das novas audiências que consomem maioritariamente notícias provenientes de redes sociais através dos seus smartphones. Nic Newman, um dos responsáveis pelo Reuters Institute for the Study of Journalism at Oxford University, relembra que atualmente os jornalistas têm de conquistar a atenção dos seus leitores como resultado da convergência mediática. Para tal, devem usar serviços como o Vine da melhor forma possível. “In journalism there’s always the tradeoff between what you want to say in the story and the time you have to say it. Six seconds is barely 20 words. A journalist who tries to summarise a story in a Vine is on much shakier ground than a journalist who might use it to show one aspect of a story”, acrescenta.

Desta forma, os jornalistas devem usar esta ferramenta para se focarem apenas num dos capítulos da história que queremos contar. Mais tarde, podemos complementar com um artigo desenvolvido sobre esse assunto. Entre vários exemplos, o Vine pode ser usado para partilhar uma notícia de última hora, para promover a próxima edição de um jornal e até para levar os seguidores até aos bastidores de uma redação.

No fim, o objetivo do jornalismo é o mesmo: informar independentemente da plataforma. Nas palavras de Newman, “you want people to take notice and be interested and I don’t care if people are interested in five and a half minutes of [a TV news package] on a news programme like Channel 4 News or whether they’re going to go for six seconds. I care about them making the journey”.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

  • Perraudin, Frances (2014) “Vine shifts from comedy clips to a valid journalistic tool” em http://www.theguardian.com/media/2014/nov/23/vine-comedy-clips-journalistic-tool-alex-thomson
Anúncios

One comment

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s