O Jornalismo no Pinterest

Depois do Vine, chega a vez de potencializar a nível jornalístico o uso do Pinterest. Nacionalmente existem vários orgãos de comunicação social (especialmente os que vivem de imagens e conteúdos editoriais como moda e lifestyle) que estão presentes nesta rede social. O problema é que ou está desatualizada ou não usam corretamente as suas ferramentas. Então qual é a maneira mais correta para divulgar e partilhar conteúdos jornalísticos no Pinterest?

Em primeiro lugar, é importante referir que esta rede social é composta por quadro de inspirações onde os seus utilizadores podem partilhar fotos ou imagens sobre um determinado tema que corresponde a uma coleção. À semelhança do Twitter e Facebook, os utilizadores acompanham as últimas atualizações das pessoas que seguem através do feed da página inicial. A diferença do Pinterest é que este é um espaço onde reina a criatividade. Um dos tópicos mais populares desta rede social é comida. A lista prossegue com moda e casamentos.

O The Wall Street Journal foi um dos primeiros meios de comunicação a aderir ao Pinterest por iniciativa da editora de redes sociais Emily Steel. O suficiente para o transformar num dos media mais populares com presença nesta rede social ao lado do The New York Times. Neste último caso, grande parte das coleções baseiam-se em fotografias de comida às quais são acrescentadas receitas, reviews de restaurantes e histórias. E foi assim que descobriram que o Pinterest é a plataforma ideal para destacar conteúdo de grande qualidade que acabou por se perder nos sites de notícias. De destacar as coleções de “histórias inspiradoras” ou a coleção “em forma” que contempla todos os artigos publicados que incentivam um estilo de vida saudável através de conselhos e dicas.

Mas não fica por aqui. O Pinterest, quando eleito um dos melhores sites em 2011 pela revista Time contava com cerca de 12 milhões de utilizadores dos quais grande maioria são mulheres de uma faixa etária jovem. O que o transforma na plataforma ideal para atrair novas audiências e novos leitores que valorizam a forma sobre o conteúdo. Só a presença de um meio nesta rede social já se torna relevante só pelo facto de mostrar ao público o tipo de conteúdo que normalmente publicam. Mais do que razões suficientes para acrescentar o Pinterest à lista das redes sociais dos diversos meios de comunicação.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

  • Buttry, Steve (2012) “How journalists and newsrooms can use Pinterest” em https://stevebuttry.wordpress.com/2012/05/09/how-journalists-and-newsrooms-can-use-pinterest/
  • Tenore, Mallary (2012) “5 ways journalists are using Pinterest” em http://www.poynter.org/how-tos/writing/197303/5-ways-journalists-are-using-pinterest/
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s