A privacidade digital e as novas tecnologias

A privacidade sempre foi algo a ser valorizado e protegido, mesmo antes do advento das novas tecnologias digitais, a noção de intimidade surgiria a partir do nascimento da burguesia e do amadurecimento urbano. A privacidade digital é a principal questão a respeito do uso legal das novas tecnologias digitais. Esse tipo de privacidade refere-se à possibilidade de uma pessoa utilizar uma rede como a internet, mantendo sigilo a respeito das suas informações pessoais, bancárias e profissionais, revelando apenas informações de uso público. A privacidade digital permite, por meio de sistemas e softwares de navegação a segurança de dados registados pelo utilizador, sem que os mesmos caiam em mãos de desconhecidos.

Porém, a privacidade digital também é debatida no âmbito da utilização das redes sociais, no reconhecimento do limite da auto-exposição por meio de fotos, comentários e opiniões. Mesmo havendo um controlo do utilizador por meio dos próprios sistemas oferecidos pelos sites e servidores, as empresas e as instituições públicas podem visitar o perfil público de uma pessoa numa rede social para investigar a sua postura/opiniões, e analisar se a pessoa investigada possui o perfil ideal para determinada vaga de emprego, ou se o seu comportamento é compatível com determinado caso investigado pelas autoridades competentes. Esse novo tipo de privacidade implica a responsabilidade de empresas e servidores no que diz respeito ao armazenamento de dados dos seus clientes, sendo proibido o repasse de informação dos mesmos à outras empresas sem prévia autorização. Enviar notificação e mensagens sem autorização também é uma desobediência ao direito de privacidade digital.

Com os avanços tecnológicos, a privacidade revelou-se umas das preocupações principais dos utilizadores e usuários das redes sociais. De acordo com a Declaração dos Direitos Digitais, enquanto cidadãos democráticos os nossos direitos devem ser aplicados no ciberespaço tal como no espaço real. “Agora, a privacidade é um bem transacionável pois é algo que possuímos e que pode ser negociado” (Naughton, 2013) É assim que um dos estudiosos do fenómeno da privacidade na internet, John Naughton, resume as recentes polémicas/escândalos da falta de privacidade no Facebook. A ironia da questão é que é tudo permitido pelos utilizadores, sem eles saberem ou terem dado permissão para isso, como comprovado previa- mente pela quantidade de pessoas que lê os termos e condições de serviço.

Ao entrar nestes serviços gratuitos que facilitam a vida, no registo somos convidados a aceitar um contrato de termos e condições que alegam garantir a nossa privacidade apenas para descobrir que o tratamento da informação pessoal é semelhante a um bem transacionável – sem autorização expressa. A questão da falta de privacidade nas redes sociais já toma contornos agressivos quando empresas como a Google e o Facebook violam os direitos dos seus utilizadores, ao não proteger os dados dos seus utilizadores e facultá-los a terceiros. O objetivo disto tanto pode ser criar publicidade mais direcionada, visto que é a principal fonte de lucro destes serviços, ou facilitar supostas operações governamentais de espionagem, como revelado recentemente nas notícias. A privacidade digital é um tema que, face ao modo como escasseia progressivamente, ainda irá fazer correr muita tinta. Uma das grandes questões que irão permanecer é por quanto tempo os utilizadores das redes sociais se manterão por perto, agora que é sabido que privacidade já não existe.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

  • Naughton, John (2013) “Here’s how data thieves have captured our lives on the internet” em http://www.theguardian.com/commentisfree/2013/dec/29/internet-corporate-surveillance

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s