«A identidade gráfica é importante?»

Não assisti à palestra. No entanto, o Facebook brindou-me com esta questão.

Na fotografia do evento consigo identificar alguns logótipos. A resposta parece-me óbvia. Sim, a identidade gráfica é importante. Mas porquê?

O que nos transmite a identidade gráfica de um website ou jornal? Que efeitos e consequências terá? Como saber se a identidade gráfica é sólida? Até que ponto esta deverá ser uma preocupação do jornalista? (Onde se situa a barreira entre o jornalismo e o marketing?) Quais os benefícios de investir (ou gastar) tempo e dinheiro na construção de uma boa identidade gráfica?

Penso num exemplo forte. O jornal i. Rapidamente encontro um link onde se lê: «O jornal i venceu o prémio da Society for News Design (SND) para o “jornal mais bem desenhado do mundo”. Os prémios SND são os mais conceituados na área e vão já na 32ª edição (…) É interessante ver que os júris não se limitaram a seleccionar e atribuir o prémio, como fizeram questão de passar a mensagem para todos os criativos, editores, etc, para inspirarem no grafismo, organização, consistência e ar “fresco e original” que o jornal “i” tem. Que melhor elogio poderiam ter?»

Uma segunda pesquisa revela que o Design Gráfico do jornal é assinado por Liliana Silva e Ricardo Esteves. Ricardo Esteves é “impossível” de localizar. Com 287 project views e 22 seguidores no Behance, a Liliana Silva parece passar quase despercebida. Entre as várias pastas do portfolio existe uma dedicada à infografia. Na legenda lê-se:

«Num meio tão estável como o papel, existe a necessidade de criar dinamismo para competir com os meios audiovisuais. Perante uma audiência cada vez mais visual, e perante o crescente número de jornais semanais, surge a necessidade de oferecer ao leitor um elemento visual elaborado, com base nos assuntos de destaque semanais. As hardnews reúnem na sua versão semanal, um cariz muito mais criativo. Todo este background em conjunto com o desenho adoptado pelo jornal, exige uma exploração no campo da infografia. A presente proposta ilustra a crescente oferta dos produtos biológicos e respectivo preço face aos produtos produzidos industrialmente.»

Um apontamento que alerta para a importância da identidade gráfica do jornal para fazer frente aos desafios das novas tecnologias e do mundo digital. Mas necessidade de uma identidade gráfica também se estende às plataformas digitais. Se o jornalismo é um negócio, a identidade gráfica deve ser vista como um instrumento importante na construção da marca, um aliado no processo de positioning, ao estabelecer uma relação de valor e recognition na mente do consumidor, i.e. público.

Esta deverá ser uma preocupação do jornalista. Quando um jornalista não se interessa pelo business end coloca em causa todo o jornalismo – que, como tantas outras actividades louváveis, nunca vai deixar de ser um negócio e, como tal, vive segundo condicionantes próprias. É importante reter esta realidade.

A identidade gráfica deve ser clara e forte. Deve transmitir os valores do órgão de comunicação social em causa. É a preocupação principal da equipa de marketing da empresa, mas também é uma preocupação do jornalista pois estas duas perspectivas não são independentes. Para um projecto jornalístico ser bem sucedido, há que criar uma simbiose entre o jornalismo e a sua promoção.

Referências:

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s