Projecto Jornalístico: M Motores

O projecto que escolhi prende-se pelo facto de existir um nicho muito especifico interessado em ter informações sobre uma temática muito particular. As mesmas pessoas interessadas sentem uma necessidade de estar informadas, pois não se revêm na actual promoção e divulgação dos acontecimentos. Daí surgirem muitos exemplos e outras alternativas para satisfazer essas necessidades e colmatar com essas falhas.

O jornalista é muitas vezes definido como especialista em diferentes áreas de conhecimento. As próprias redacções dos órgãos de comunicação estão divididas e repartidas por editorias referente aos vários temas que são abordados nos media de interesse público. À medida que as especializações se tornam crescentes em quase todas as áreas do conhecimento, o jornalismo começa também a evocar algumas especializações. Nas últimas décadas esta realidade despoletou o termo jornalismo especializado, dividindo-se por – jornalismo económico, cientifico, político, desportivo, cultural e outros. É certo que à medida que o jornalista cobre uma determinada área do conhecimento tenderá a desenvolver uma maior habilidade na cobertura dessa área em especifico. Contudo é necessário que o jornalista mesmo que cubra durante toda a sua actividade profissional apenas uma área especifica tenha noção que pode ter algumas dificuldades. No caso desportivo a área é por si só muito vasta e complexa existindo inúmeras modalidades como o futebol, hóquei, voleibol, desportos motorizados e outros.

Sabemos à partida que os grandes meios de comunicação social prestam mais atenção à modalidade desportiva que move multidões que é, naturalmente, o futebol. Há aqui claramente um nicho de mercado e que os media sabem que vão obter audiências e, consequente, lucro. Embora isto seja real existem também inúmeras pessoas que se interessam por outras modalidades e não têm uma alternativa ao extenso trabalho que é desenvolvido na área do futebol. Existem campeonatos de hóquei, ski, natação, fórmula 1 e outros. Alguma vez tiveram o destaque que o futebol teve? Que eu me lembre não o que é triste, porque existem muitos portugueses espalhados pelo mundo que participam sendo condecorados e o povo português não sabe que isso aconteceu. Triste terem que existir alternativas para divulgar e informar as coisas sobre outras modalidades.

O exemplo que apresento é um óptimo exemplo de como é possível fazer jornalismo vocacionado para outra área de grande interesse, mas que para os grandes grupos de comunicação não têm

Chama-se M Motores e é um programa de rádio de informação sobre desportos motorizados com acompanhamento dos campeonatos nacionais, reportagens, entrevistas e músicas. O destaque vai para as novidades das duas e quatro rodas e ainda para os pilotos portugueses que competem no estrangeiro.

M Motores tem dois formatos de programa: programa semanal de 2 horas transmitido aos domingos, das 18h às 22h, sendo que a primeira hora é dedicado ao automobilismo e a segunda dedicada ao motociclismo; Ao longo da semana existe também um programa diário de cinco minutos, transmitidos duas vezes por dia.

A apresentação e a realização está a cargo de António Torrado que segundo consegui apurar fez parte da área de trânsito da Antena 1

Durante cinco minutos o jornalista aborda vários acontecimentos relacionados com desportos motorizados, nomeadamente campeonatos nacionais e destaque para pilotos portugueses em provas internacionais.  No jingle promocional do programa que serve de intro aos programas pode ouvir-se: “M Motores, duas e quatro rodas, toda a informação dos desportos motorizados. Os resultados, as histórias de cada competição contadas pelos próprios protagonistas. M Motores toda a emoção dos campeonatos nacionais especial destaque para os pilotos portugueses no estrangeiro, M Motores”.

O primeiro programa deu-se a 5 de janeiro de 2015, segunda-feira, com uma duração de cinco minutos onde abordaram vários temas, um deles foi a edição 2015 do Rali Dakar que decorre anualmente na Argentina e também o Africa Eco

Referências:

http://mmotores.pt/

http://pt.wikipedia.org/wiki/Jornalismo_esportivo

TRAQUINA, Nelson. Teorias do Jornalismo: porque as notícias são como são. Vol. 1. Florianópolis, Editora Insular. 2004.

SANTOS, Rogério (2005). A Rádio em Portugal: tendências e grupos de comunicação na actualidade, Comunicação e Sociedade, 7, Braga: Universidade do Minho, pp.137-152.

MARINHO, Sandra (2000). Um percurso da rádio em Portugal, in PINTO, Manuel (coord.) A Comunicação e os Media em Portugal, Braga: Universidade do Minho. pp.99-109.

Race.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s