Mais ouvintes de rádios online

Recentemente saiu um estudo pela Edison Research que avaliou a preferência de audição de rádio online em cidadãos americanos entre os 12 anos e mais velhos. De uma forma geral o estudo revela uma tendência de crescimento na escuta online dos consumidores. Embora a esmagadora maioria (91%) prefira ouvir a rádio tradicional (AM/FM), há uma propensão para a utilização dos smartphones na escuta online das rádios. Já os desktops estão a perder ligeiramente alguns pontos percentuais para estes novos aparelhos.

O estudo revela que há cada vez mais pessoas a ouvir rádio online e a tendência cada vez maior é para as ouvirem em smartphones. Segundo este relatório os computadores apesar de apresentarem valores muito idênticos estão em queda.

“In 2015, the percentage of Americans 12 years of age or older who reported listening to radio online in the past month rose to 53% – nearly double the percentage who had done so only five years earlier in 2010 (27%). Smartphones are becoming the device of choice for online radio listening: 73% listened via smartphones in the last week, up from 66% in 2014. Desktops and laptops are not far behind, at 61%, though this was down from the previous year (67%)” – http://www.journalism.org/2015/04/29/audio-fact-sheet/ .

Os smartphones viram por isso trazer um aumento na escuta das emissões online. Neste relatório pode ler-se que mais de um terço dos norte-americanos proprietários de telemóveis têm ouvido rádio online no carro.

“As of January 2015, more than a third of US adult cellphone owners (35%) have listened to online radio in the car. That is substantially more than the 21% who did so in 2013, and nearly six times the number (6%) who had done so in 2010” – http://www.journalism.org/2015/04/29/audio-fact-sheet/ .

Ano     (em %) Dos proprietários de telemóveis que já ouviram Rádio on-line através do telefone no carro

2010 – 6

2011 –  11

2012 –  17

2013 –  21

2014 –  26

2015 –  35

Na minha opinião a rádio é cada vez mais multiplataforma. Por mais que queiram abalar e dizer que a rádio vai acabar os dados e os exemplos contrapõem os que pensam dessa forma. Não há substituição possível por mais telemóveis, ipods, leitores de mp3 que possam surgir. A rádio continua a ser importante na transmissão de valores culturais, ideológicos, promotor da música, companheira e informativa. A internet não veio, nem vai  substituir a rádio, vai sim melhorá-la em alguns factores. Há sim cada vez mais rádios existentes com a internet!!

Link_: http://www.journalism.org/2015/04/29/audio-fact-sheet/

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s